Reiki


 Artigo.

Reiki é uma religião?

  •    29/11/2016
  •    Eduardo F. Fonseca
Essa é uma pergunta comum por parte daqueles que desconhecem a terapia Reiki, mais não exclusiva porque a confusão é grande nas diversas terapias complementares e integrativas.

Reiki não é uma instituição ou organização religiosa e sim um sistema natural de harmonização e reposição energética. Também não é necessário que acreditemos nele para que faça efeito. O Reiki adapta-se a qualquer cultura, credo ou raça. Não utiliza quaisquer instrumentos auxiliares. Inclusive os praticantes conservam suas crenças e religiões.

Mikao Usui nasceu em 15 de agosto de 1865 na aldeia Taniai (província de Gifu). Jodo Shu (Budismo Terra Pura) era sua religião. Em abril de 1922 fundou a Usui Reiki Ryoho Gakkai. Essa associação não era uma seita ou comunidade religiosa, lá trabalhava a saúde dos praticantes de uma forma disciplinada.

No período Meiji (1868-1912) o governo japonês adotou o xintoísmo como religião oficial, o budismo entre outras religiões foram reprimidas. No período Taisho (1912-1926) a situação política se acirrou, no início dos anos 1920, o governo japonês proibiu quaisquer técnicas de "cura espiritual", só terapeutas e médicos formados em academias oficiais podiam exercê-las. A associação fundada por Mikao Usui não praticava ou ensinava seitas suspeitas, alguns dos professores de Reiki eram oficiais da Marinha japonesa, assim a Usui Reiki Ryoho Gakkai permaneceu. Se o Reiki fosse uma religião os praticantes sofreriam severas perseguições e a terapia Reiki não teria expandido no Japão. Mikao Usui faleceu em 9 de março de 1926 em Fukuyama, na época mais de 2 mil pessoas aprenderam Reiki com Usui Sensei, existindo 40 sucursais da Usui Reiki Ryoho Gakkai, o sucessor de Mikao Usui foi Juzaburo Ushida.

É bem compreensivo tamanha confusão naquele tempo e nos dias atuais, principalmente aqui no ocidente. Muitos agrupamentos religiosos trabalhavam com cura espiritual, algumas técnicas terapêuticas tinham o nome de: "seiki" energia vital, "reiki" cura espiritual ou mental, "reiho" técnica espiritualista, entre outros. Mikao Usui chamou seu método de Usui Reiki Ryoho para diferenciação. No ocidente é conhecido apenas como Reiki porem isso pode causar uma indevida interpretação por causa da tradução do kanji e outros métodos que existiam. Na época de Usui Sensei, a palavra "Reiki" significava "energia espiritual", também podendo significar "estado de espírito", "energia oculta" entre outros. Atualmente a palavra "rei" é imediatamente associada com "fantasmas".

Mikao Usui criou o conceito "Shin Shin Kaizen Usui Reiki Ryoho" que significa "Método de cura de Usui, por meio da energia espiritual, para curar o corpo e o espírito". Novamente uma indevida interpretação pode ocorrer ao ler "energia espiritual", não é energia de um espírito, o sentido está em algo além da matéria, uma energia sutil e elevada.

Os praticantes de Reiki são livres para seguirem suas crenças. Tornam-se canais da energia salutar do Reiki sem a necessidade de meditação, oração, adoração ou qualquer pratica religiosa. Existem princípios, regras de conduta são um fundamento ético, pilares para saúde espiritual e por consequência física. São eles "Somente hoje: Não se zangue, Não se preocupe, Seja grato, Cumpra seu dever e Seja bondoso". Os praticantes de Reiki seguem os princípios, uma forma disciplinada de elevação. Valores universais que se enquadram as diversas culturas sem conotação a qualquer religião.

Importante também o praticante e/ou professor de Reiki saber separar sua crença e religião do método Reiki, respeitando sua linhagem e permitir crescer como indivíduo e perseverar como aprendiz.

Entre muitas diversidades a energia do Reiki permanece acessível sem restrições e atributos. Reiki é amor, promove expansão da consciência atuando no íntimo de cada um e contribuindo para uma vida melhor.

A nossa tarefa não é buscar o amor, mas simplesmente achar as barreiras que construímos dentro de nós e que nos impedem de permitir o amor fluir.
Rumi


Todos os artigos