Reiki


 Artigo.

Escolhas, dinheiro e o método Reiki.

  •    29/10/2015
  •    Eduardo F. Fonseca
A falta de compreensão sobre esse assunto por grande parte das pessoas, sejam praticantes de Reiki ou não, me levaram a escrever esse artigo, tentando incitar um pouco mais de clareza sobre o tema.

Existem muitos "defensores" do Reiki, aonde as opiniões divergem quando os assuntos envolvem o dinheiro e escolhas. Principalmente por parte daqueles que propagam o Reiki, e não importando quem é o protagonista, a verdade do legado de Mikao Usui Sensei é simples, o Reiki não tem nada a ver com o dinheiro, e sim com as escolhas dos praticantes, estas revelavam as próprias intensões e verdades espirituais.

Quando as escolhas são errôneas todos perdem, não só para aquele que propaga o Reiki como também para aquele que o recebe. Para quem propaga o Reiki corrompe o próprio Ser, reforçando o véu que os cegam. Um dos casos é quando o praticante de Reiki tenta monopolizar o Reiki-ho, usando a lógica e esperteza para justificar bons motivos encobrindo reais intenções. Quando os propósitos íntimos são popularidade e ambições, o resultado sempre é negativo para a grande família universal.

Por causa das nossas imperfeições, que não são poucas, desejamos receber atenção, elogios e status. E essa escolha alimenta o ego deixando de alimentar o próprio coração. Afastando o praticante cada vez mais do Reiki-ho. "Mestres" como são chamados os professores de Reiki no ocidente, quando percorrem esse perigoso trilhar distorcem o legado do Usui Sensei, levam informações distorcidas para os não praticantes e para os praticantes despreparados, isso tem consequências sérias, fecham portas para aqueles que só querem contribuir para o bem maior.

O "mestre" de Reiki que opta em alimentar mais o ego do que coração cria uma espécie de "bola de neve" que aumenta gradualmente seu tamanho, inclusive esse tipo de conduta está presente no coletivo, e quando essas portas são abertas e posteriormente escancaradas a pessoa torna-se cada vez mais resistente em querer fechá-las, vibrações não vão faltar para tais escolhas, distanciando a pessoa cada vez mais da luz do qual ela pertence.

Esforços são necessários para simplesmente ver, e mais esforços são necessários para trabalhar aquilo que é preciso no próprio íntimo. Só a energia do Reiki ou receber diversas sintonizações não torna a pessoa em um Ser iluminado, e isso é obvio, mais a resistência a mudança interior faz com que a pessoa sempre busque algo no exterior. Como diz um saudoso amigo, cada um tem que fazer a sua parte. Através do método Reiki aprendemos técnicas e procedimentos aonde podemos perceber aquilo que não é comumente percebido, e trabalhar se assim escolher, saindo da própria prisão.

Não generalizando ou julgando mais vejo o descaso no legado do Usui Sensei, desrespeito com os símbolos do Reiki colocados em diversos produtos ou situações comerciais e interesses próprios. Frenéticas tentativas nas redes sociais compartilhando textos, vídeos e imagens com propósitos de marketing pessoal. Anúncios em revistas e livros aonde a pessoa se autointitula sutilmente como "grão-mestre". Cursos e mais cursos vibracionais sendo oferecidos, inclusive "novos" que não bastam de manipulações energéticas. Entre outras situações que não cabe a mim ficar apontando, perceberá "algo estranho". Quais são os verdadeiros propósitos, dinheiro? reputação? A resposta vai ser encontrada na paz interior. Fica aqui um alerta para contribuir para esses companheiros de jornada que gradualmente se fecham na ociosidade (alimentam mais o ego do que o coração) e orgulho. Aproveitando faça outra pergunta, aonde tudo isso vai nos levar?

Não acho que o Reiki deva ser ensinado gratuitamente, afinal não chegou até nós de graça. Não estou dizendo também que a forma de pagamento seja exclusivamente em dinheiro. E ao escrever isso espero sinceramente que você saiba separar o dinheiro dos seus sentimentos. Dinheiro é apenas dinheiro, uma moeda corrente para troca de serviços ou coisas. O dinheiro não é bom ou mau, devolva ao dinheiro o seu proposito real para devida utilização. Daqui o que levamos? Você sabe a resposta. Busque o equilíbrio, entenda a relação energética para os dois lados, aluno e professor, para que se sintam bem dentro de reais propósitos.

A humildade é o sentimento que deve permanecer sempre dentro de cada ser humano. Quem aqui é um perfeito sábio? Por isso existem momento que precisamos ter que nos silenciar e aceitar que o próximo esteja compartilhando, seja em palavras elevadas ou em nobres ações. Em outros momentos é necessário expressar, a mente humana é uma poderosa força tanto para o negativo quanto o positivo. Por isso hoje mesmo comece essa reforma íntima, é sua responsabilidade, quanto melhor for a sua transformação, maior também será a sua recompensa.
mensagem final


Todos os artigos